Atualização de Patrimônio - Agosto de 2021: R$ 133.300,71 (-2,23%)


Salve salve pessoas lindas do meu coração, cá estou eu de volta! Essa semana foi corrida então só tive tempo para preencher minha tabela, deixei para postar hoje.

Como está o mundo da nossa blogosfera de finanças? Não tenho passado muito por aqui e isso realmente me entristece. Esses 2 últimos meses estive ocupado praticamente full time em um projeto que tinha vontade há tempos de fazer, só para ver se daria em algo, que é o de tentar a carreira de streamer de jogos. Eu sempre respeitei o trabalho de quem ganha dinheiro com entretenimento, tem gente que acha que é fácil ser youtuber ou coisa do tipo mas eu entendo que deve ter um trabalho muito bom por trás das câmeras, principalmente edição e roteiro. É claro que depois da fama a coisa fica mais fácil, mas no início é muito difícil, e é essa dificuldade que acabei encontrando.

Este ano está sendo um ano estranho para mim por diversos motivos, incluindo a pandemia, o isolamento, no início do ano quase que meu casamento acabou, e a constante cobrança interna de que devo ter uma renda alternativa ao meu trabalho. 

Me interessei e venho tentando monetizar alguns conhecimentos meus, como desenvolvimento web, produção de conteúdo por stream/youtube ou vender tutoriais/minicursos na net. Eu acredito que não estou tentando o suficiente, ou então não tenho um plano muito definido, li e vejo por aí que é melhor tentar do que não fazer nada, e que é errando que um dia se acerta, mas eu não vejo muito sentido no que estou fazendo e estou chegando à conclusão que isso não é pra mim. Eu sempre gostei de computador, sou da geração que teve de aprender na marra a fazer malabarismos para resolver os problemas de compatibilidade do windows para poder rodar diversos jogos, aprendi inglês na marra, então naturalmente sempre pensei em ir post este caminho, de usar o computador para ganhar uma graninha extra. Mas a verdade é que tenho passado tanto tempo de frente a uma tela que estou cansado disso, fora que a relação que as pessoas têm hoje com a internet é muito diferente da que eu tenho, a geração Z já nasceu com internet 24h e celulares com alto poder de processamento, o seu conceito de privacidade, fama e virtude é muito diferente do meu.

Dado tudo isso, me peguei pensando na minha situação: pareço um garoto de 20 anos que ainda não sabe o que quer fazer da vida. No entanto, sou um homem casado, tenho meu carro, meu lar (preciso levantar minha casa própria, só tenho o terreno) e meu emprego, tenho minhas finanças. Não sei bem o que fazer com essas informações em mente, porém estou ficando cansado e sinto que estou perdendo o essencial. O essencial para mim, refletindo sobre o assunto, é fazer as coisas que gosto e que me levaram a ser a pessoa que sou hoje, e que tenho orgulho de ser: ler livros, escrever, discutir ideias, assistir bons filmes, consumir conteúdo artístico de gente inteligente, ter meu lado espiritual bem alimentado, o que pra mim significa me manter próximo ao Dharma. Cuidar do meu corpo e de minha saúde.

É como se eu estivesse procurando premissas para não assumir a conclusão de que, feliz ou infelizmente, eu não sei fazer muita coisa além de estudar coisas de escola/cursinho. Eu sempre fui um bom menino, me mandaram estudar e tirar boas notas, então o fiz. Depois fui para o ensino médio, depois para a faculdade, depois para um concurso. Há uns 3 anos tento desenvolver alguma habilidade que eu goste, algo que me forneça alguma renda, mas acabo falhando por um motivo ou outro. Eu não sei, caras, minha vida estagnou e de repente eu me vejo na obrigação de fazer algo. Mas não estou totalmente convencido de que essa auto cobrança esteja me fazendo bem.

É isso. Agora vamos aos números!


Aluguéis de julho e agosto: R$ 575,00 + 575,00 = 1.150,00

Continuo sendo enrabado pelo prejuízo monstro nos fundos imobiliários. O meu consolo é que eu sempre comprei os papéis visando o custo/benefício dos aluguéis, então enquanto eu segurar os papéis, teoricamente estou tranquilo. Esse ano não fiz nenhum swing trade com o bova11, eu fazia trades longos envolvendo o ativo e me davam um troquinho bom. Vou voltar a acompanhar as notícias para ver se faço algum futuramente.

É isso, guys, esse mês pretendo chutar o balde e limpar a mente um pouquinho: tomar um sorvete na rua, jogar o celular num canto da casa e esquecer dele, tocar um violão e olhar as nuvens e as estrelas; Ah, e tenho que estudar para o Enem, fiz a inscrição, não quero fazer feio. O que eu vou fazer com essa nota não sei, mas possivelmente comece uma faculdade qualquer só para sentir que estou saindo do lugar. É ilusório, eu sei, mas vai que uma coisa puxa outra e o negócio da bom? Já que não tem dado certo para mim planejar, da pra deixar umas coisinhas ao acaso.

Valeu, segue um vídeo que assisti mais cedo e que me inspirou a vir postar aqui no blog.


Forte abraço!

Jhonny

Comentários

  1. A sua inquietação sobre os rumos de sua vida deve ser muito comum. Muitos devem se fazer perguntas desse tipo em algum momento e imagino também que não sejam poucos os que já tem mais de 40 anos e ainda não encontraram algo que se identifiquem a ponto de trazer maior significado as suas vidas.
    Eu mesmo passo por momento similar ao seu. Sou empregado, tenho uma salário razoável para o lugar que moro, mas também não sei ao certo o que fazer daqui pra frente.
    Aliado a isso minhas finanças caíram do ano passado pra cá devido a pandemia e a zona econômica brasileira que deixou todo mundo mais pobre.
    O complicado é que o tempo vai passando e temos a tentação de largar pra lá e empurrar com a barriga, mas acho que isso pode ser um grande erro pelo qual nos arrependeremos mais a frente.
    Mas ainda tenho que decidir o que fazer, estou pensando em voltar a estudar, no meu caso ao menos num primeiro momento a distância e penso também em voltar fazer concursos ou empreender da forma mais simples possível.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Mais visitadas